terça-feira, 12 de maio de 2009

BILHAR

Cerveja pela metade.
Última tacada.
Bola quinze na caçapa do canto direito.
E o coração pergunta:
- Como pode o verde da mesa ter entrado nos teus olhos, menina?

(texto mais antigo)

12 comentários:

Adriana Godoy disse...

Que lindo, Daniel. Acabei de voltar de mais um exame e encontro essa pérola aqui. Amei. Lindo e poético demais! Beijo.

marcio mc disse...

Ok amigo,boa tacada!

Luciano Fraga disse...

A vida é um jogo e muitas vezes basta apenas um olhar para nos ganhar, poético demais, abraço.

f@ disse...

Daniel o verde pode sempre...

breve BELO....
sentido olhar...


beijinho

Braga e Poesia disse...

a vida é um jogo pelo poder.
e um jogo gostoso pelo poder é o jogo da sedução e da transtornação,os olhos e a mesa, olocal e o objetivo, o desejo e o caminho o ver no olhar o verde no jogar.
os antingos são bons, sempre chega pretenso.

Braga e Poesia disse...

a vida é um jogo pelo poder.
e um jogo gostoso pelo poder é o jogo da sedução e da transtornação,os olhos e a mesa, olocal e o objetivo, o desejo e o caminho o ver no olhar o verde no jogar.
os antingos são bons, sempre chega pretenso.

[ rod ] disse...

É o resplendor que aguça o sentido.

Abçs meu caro,





Novo dogMa:
sAnto...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Adriana Godoy disse...

Ei, Daniel, o que aconteceu? Está sumido, o pc pifou?? Sinto sua falta. se possível, mande notícias. Beijo.

f@ disse...

Daniel????

falta escrever... então?
saudades
beijinhos

JC disse...

Uma tacada de bilhar pode ser como a nossa vida.
Numa simples tacada, tudo podemos mudar. Tudo podemos transformar.
Um abraço

Anônimo disse...

gostei de muitas de suas poesias estou aprendendo a usar de metáforas para me espressar e vc é muito bom nishttp://rogeriotadeuferreira.zip.net/ se puder dar uma olhyada....

BAR DO BARDO disse...

lirismo ao extremo

muito bom