quarta-feira, 5 de novembro de 2008

EXISTE UMA CIDADE...

Existe uma cidade onde todas as nossas esperanças renascerão
E nós deixaremos as luzes acesas
Com aquela sensação boa de natal, família e amizade
Estes pássaros escuros de agora fazem parte do caminho
A felicidade exige esforços e sacrifícios
Mas nosso corpo esfolado
Nossos olhos ardidos
As torturas estampadas em nossa face
Serão parte de um passado de sonho
E, lado a lado, saberemos que valeu a pena
E o teu amor cobrirá meu corpo
Como um longo manto sagrado
E os teus olhos que nunca duvidaram
Terão certeza de que fui um rei no que fiz
Porque eu entreguei o meu corpo
Porque eu entreguei meu espírito
Porque eu entreguei todo o meu ouro e meu tempo
E caminhei pela terra como um morto vivo
Pra te gritar uma nova estética de amor e brutalidade

Existe uma cidade onde nossos filhos andarão nus pelas ruas
E as pessoas colherão a bondade pelas esquinas com mãos cálidas
E olhos que compreenderam
Louis Ferdinand Céline, de negro, planta flores de ódio em seus vasos nesta cidade
Mas até ele só quer acreditar e fazer o amor.
Também nós andaremos nus pelas ruas
Exibindo cruas todas as nossas cicatrizes
Porque o nosso corpo é a bandeira maior da nossa luta
E a nossa luta é a bandeira maior da nossa estada
E a nossa estada é tudo o que temos
Que o meu verbo ereto faça do teu útero uma floresta
Que o teu útero faça do teu gozo meu destino
Que o nosso destino esteja lado a lado
Como os trilhos de uma velha estrada de ferro.

Existe uma cidade
Onde Jimi Hendrix arranca papoulas da guitarra
E nosso corpo é imortal
Ainda que eu caminhe com meus olhos roxos
Vou deixar minha luz brilhar
Porque sei que existe uma cidade
Onde a felicidade corre nos fios feito eletricidade.

3 comentários:

Blood Tears disse...

Porque nós entregamo-nos de corpo e alma, e o quotidiano citadino nos absorve sem dar nada em retorno.... Algures existe uma cidade a que pertencemos, e a electricidade correrá nas nossas veias....

Muito bonito... :)

Blood Kisses

Luciano Fraga disse...

Grande volta meu caro amigo,sentimos sua falta. "ninguém sabe onde a felicidade está...". Ela(felicidade), muitas vezes é parecida com o sol, sempre está alí e não é o culpado se perdemos a sua luminosidade, sucesso, grande abraço.

Bill Stein Husenbar disse...

Num canto do mundo, de nós existirá uma cidade assim...

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/