quinta-feira, 2 de outubro de 2008

DIAMANTES E FERRUGEM

PARA O MARCOS E PARA JOAN BAEZ

Você arrancou minhas bolas.
Descoseu minhas roupas.
Roubou minhas bombas.
Fez chacota dos meus poemas.
Riu dos meus pesadelos.
Rasgou minhas histórias.
Fez pouco de mim diante dos meus amigos.
Jogou fora meu gim.
Judiou do meu cachorro.
Quebrou meus Dylans.
Saiu com meus primos.
Me fez coadjuvante da minha própria história.
E
Me trocou por um cara quinze anos mais jovem.
E disse que eu usava drogas demais.
E eu escutava visions of johana.
E lia Jack kerouac.
E amava um Elvis gordo.
E tudo ao meu redor era decadência e cobrança.
E eu engoli todos aqueles remédios,
Mas nem a morte me quis.
E eu fiquei envergonhado.
E fui pra igreja
E uma velhinha me disse:

“Oh menino, você é tão bonito, por que fez isso?”

E eu só pude dizer que não sabia.
E fiquei com a minha cabeça abaixada.
E morri mais um pouco e fui ao museu da independência.
Porque eu tinha ido ao museu da independência quando era criança.
E fiquei bêbado no museu da independência.
E fui expulso.
E minha mãe me deu conselhos.
E meu pai me deu conselhos.
E meu irmão me deu conselhos.
E meu patrão me deu conselhos.
E o bêbado Vida Amargurada me deu conselhos.
E eu ouvi os conselhos.
E desaprendi a viver.

Você roubou meu dinheiro e meus filhos e foi viver com outro cara.
E ainda tem a cara de pau de dizer que a culpa é minha?
A sua ironia ainda me deixa de pau duro.
Vá para o inferno sem mim,
Por que havemos de ir juntos para o inferno?

8 comentários:

f@ disse...

Di Amantes e ferrugem... assim junto com o brilho dos diamantes a ferrugem cede ... vai o brilho e cede tb um pouco...
beijinhos das nuvens

On The Rocks disse...

massa! simples e cativante.

a versão de visions of joahana do box
biograph é maravilhosa. superou a de blonde on blonde.

e tudo o mais vá pro inferno!

abs

Luciano Fraga disse...

Muito bom.É óbvio, mas impressionante como a vida está tão próxima da arte...Céu , inferno interligados por uma viagem que dura um piscar de olhos.Bom será encontrarmos com J. Kerouac e Elvis no inferno e ouvir suas histórias, abração.

Marisa Prado disse...

Interessante Daniel ;)

Dai disse...

Ainda bem que você é poeta, senão seria uma 'p' hehehe.
Passei para um desagravo pois não tenho escrito no Escombros. Mas sinta-se a vontade para ir no outro blog, mais pessoal e autoral.
Beijo.
www.carva1.wordpress.com
;)

Dai disse...

... você é o Green??????

Blood Tears disse...

Mais vale mesmo irem para Infernos separados....

Brilhante!

Blood Kisses

Adriana disse...

Gostei desse poema. De verdade.